Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Valentine

um blog indefinido e mesclado como só ele sabe ser

Vamos falar da Guerra dos Tronos

 

soren-astrup-jorgensen-137467-unsplash.jpg

 

Este tema anda pensado para estes lados já há um bom tempo, mas hoje finalmente ganhei coragem para me agarrar às teclas e discorrer sobre ele. 

 

  Como sabem, mudei de trabalho há pouco tempo. Esta situação fez com que voltasse aos transportes públicos bidiários, nomeadamente comboio e autocarro. E, pessoas que ainda têm fé neste espaço, a verdadeira Guerra dos Tronos não passa na HBO, nem tem dragões, nem rainhas doidas, nem nada que se pareça. Trava-se em autocarros

 

  Conheci níveis de irritação que desconhecia ter em mim com este tema. Isto porque a vida quis que me cruzasse com os Imaculados do Corredor. Quem são estas personagens? São os pulhas (ah, que palavra deliciosa de se escrever e que nunca pode ser usada em contexto oral) que se sentam no banco do lado do corredor, mesmo quando não está ninguém do lado da janela.

 

  Toda a gente sabe que o banco do lado da janela é o Iron Throne dos transportes públicos, menos estes seres estranhos. Os Imaculados do Corredor são tão fieis à causa que não mexem um centímetro de traseiro que seja quando vêem uma pessoa de pé no autocarro. Pior ainda é que ofendem-se com quem lhes pede licença para se poder sentar no lugar vazio. Guardam aquele assento com vista exterior para sabe-deus-quem. Nas primeiras viagens, dei uma abébia. "Devem sair na próxima paragem," pensei, ingénua, inocente, que nem criança tola. Eles não saem na próxima paragem, nem na outra seguir. Eles fazem a carreira toda ali. 

 

  Tenho em mim que, se a Cersei soubesse destas criaturas, estava-se pouco cagando para os elefantes dos outros senhores. 

  Dito isto, se estão tristes com o final da Guerra dos Tronos, aconselho-vos um passeio na Vimeca. A ver se também fazem petições para isto. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.