Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Valentine

um blog indefinido e mesclado como só ele sabe ser

Seeking Soulmates

 

 

Sou uma das raparigas traumatizada por não ter um grupo de amigas que me faça sentir como no Sex and The City, Pretty Little Liars, etc. Mas, por vezes, tenho momentos de lucidez em que me apercebo do quão maravilhosas são as poucas (mas grandes) amigas que tenho. Colocando num grande pedestal a minha melhor amiga de sempre, há 3 anos que tenho uma companheira inseparável de segunda a sexta. Hoje, não me imagino sem ela por perto. Mau feitio, bem disposta, com problemas, com dores, com alegrias, seja como for, considero-a uma grande amiga, sempre pronta a dizer alguma coisa ou simplesmente para rir comigo. Ontem, foi o seu dia preferido do ano; o seu aniversário. Durante semanas, só pensei em como a surpreender. Felizmente consegui. Aqueceu-me o coração vê-la com os olhos a brilhar e a dizer que não acreditava no que estava a ver. Nunca pensei vir a gostar dela como gosto hoje, talvez pela imagem exterior que ela mostrava. Agora, sei que nada podia ser mais diferente. Ela gosta de dizer que me mudou, e, de certa maneira, tem razão. Por ela ser significamente mais velha que eu, absorvi quantas lições pude das suas histórias de vida e isso fez de mim quem sou hoje, mais defeitos, menos defeitos, e, definitivamente, com mais histórias para contar. O sentimento é tão grande e puro que me é difícil encontrar palavras suficientes onde o colocar. Quem a tem como amiga, tem o maior tesouro do mundo, aquele por quem tantos iluminados tanto procuraram em vão. 

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.