Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Valentine

um blog indefinido e mesclado como só ele sabe ser

admirem-se de se darem mal em humanidades

Ontem, aula de português, foi-nos dada a tarefa de pesquisar sobre Eça e elaborar um pequeno powerpoint sobre o senhor. Foi ver toda a gente a fugir para os computadores e a Jules de roda dos livritos de análise dos Maias, em busca de informação sobre o Eça. A prof de Português, já amiga do meu pai e grande entusiasta do meu namoro com o B, ficou ainda mais rendida quando lhe decifrei a minha lista de livros que gostava de ler e que estava a ler de momento. Fui interpretada como a lambe botas lá do sítio. Hello, people, estamos em Humanidades, estavam à espera de encontrar uma pessoa que odiasse ler e repugnasse livros? Hell to the no! Perdoem-me se ler Margarida Rebelo Pinto não é o meu maior prazer (se bem que já li muitos livros dela e gostei, são uma leitura light, fácil de nos identificar-mo-nos com as peripécias, mas é um pouco novela mexicana).

 

** 

 

Hora de almoço, e aula de espanhol a seguir. Jules aparece toda orgulhosa com o seu livro dos Beatles e proclama ter sido uma prenda do B. Salta logo o desbarato "um livro, no dia dos namorados?! credo, um livro é para oferecer no aniversário ou assim, mas nesse dia, é um anel, umas flores, uns chocolates...". Aviso desde já que não sou fã desta palavra mas o que soou na minha cabeça foi um enorme "LOL". Se para mim livros são tipo oxigénio, o que é que estavam à espera que o rapaz me oferecesse? 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.