Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Valentine

um blog indefinido e mesclado como só ele sabe ser

Sororidade - um conceito que chegou tarde à minha vida.

kristin-wilson-sUe4ogCBjI8-unsplash.jpg

  Evito falar de assuntos dos quais não sei o suficiente para formar uma opinião, principalmente se for em público. Algo que parece senso comum, mas não o é para todos. Posto isto, não fiz qualquer publicação, aqui ou noutros espaços, sobre o Dia Internacional da Mulher. Nem política, nem romântica (aquele clássico de identificar a mãe, as amigas, etc. e desejar um bom dia às mulheres da vida. Posso fazê-lo todos os dias, não é direito exclusivo do 8 de março). Mas pensei muito no conceito de sororidade. 

  Percebi que foi algo que chegou tarde à minha vida. Arrisco-me a dizer que foram precisos quase 25 anos para perceber o que de facto engloba e significa, e ainda tenho um longo caminho a percorrer.

  Cresci com a mentalidade de encarar todas as mulheres como competição. Eu queria ser A mulher que se destacava em qualquer campo da minha vida, fosse na escola, ou na vida social. Claro que para o fazer, teria de derrotar todas à minha volta ou simplesmente não deixar entrar o inimigo. Contudo, este foi um pensamento que sempre viveu inconscientemente em mim. Era um dado adquirido, uma formatação que vinha de fábrica. 

  Que atire a primeira pedra quem nunca disse que gostava mais de se dar com rapazes porque as raparigas eram isto e aquilo. Eu disse essa frase em voz alta e por escrito várias vezes na minha vida. Achava que não me alinhar com outras raparigas fazia de mim superior, um ser iluminado que tinha percebido a tempo tudo o que havia de errado naquele núcleo. Isso não me impedia de ter amigas, mas permitia que desdenhasse todas as suas conquistas, sempre acompanhado dum ciúme que muitas vezes me cegou.

  Demorei muito tempo a perceber onde residia o sucesso. Se eu me destacasse seria porque outras antes de mim mo permitiram, e eu estaria também a abrir portas para quem viesse depois. Aliás, tirando esta conversa do campo das conquistas, percebi que estamos todas juntas nisto. (Se tocou High School Musical na minha cabeça ao escrever esta frase? Óbvio.)

  Hoje consigo perceber tudo o que fiz de errado, aprendi com isso e tornei-me melhor. Vamos tirar um minuto para se arrepiarem com esta frase à activista de Instagram. Nunca foi uma competição, mas sim uma colaboração. Demorou, mas cheguei ao sítio onde me esperavam.