Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Valentine

um blog indefinido e mesclado como só ele sabe ser

Leituras, queridas leituras

Aqui estou eu a tentar postar regularmente para vocês, com o meu copo de chá branco e o meu nariz entupido. Tenho recebido tantos comentários, e tenho tido tanta vontade de chorar ao ver o quão incansáveis são as minhas leitoras (sem querer ofender o possível público masculino que me siga) num momento de menos estabilidade. Adiante, para o assunto do título, tenho andado a ler 2 livros, o "The Great Gatsby" do Fitzgerald, e, o "Os 36 Homens Justos" do Sam Bourne. O primeiro é L-I-N-D-O, vou a meio e nunca pensei vir a gostar tanto de um livro clássico como estou a gostar daquele, é dar por mim a devorá-lo em qualquer sítio que tenha 5 minutinhos. Relativamente ao segundo, comecei a ler hoje porque a minha tia adorou e eu tenho outro livro do autor para ler cá em casa, daí precisar de um incentivo. Escusado será dizer que já vou na página 70 e muitos. O autor é fenomenal, não esperava uma escrita tão acessível e viciante. Tenho a acrescentar que tenho uma crush no protagonista. É tudo por agora.

 

Feriado aqui da terra

 

Estes últimos dias tenho andado super doente, doente ao ponto da minha mãe me perguntar se estava grávida. Mas isso não me impediu de levar a tarde inteira a rebolar ao sol na praia. Se eu soubesse o que sei agora, escreve ela debaixo de 3 ou 4 sweats e com um nariz entupido.

Dramas de vida em família

A minha irmã, com os seus parvos 12 anos, acha-se uma autêntica Mariah Carey. Ou qualquer outra coisa que se assemelhe a nível vocal. Creio que não seja preciso especificar que se encontra a kilómetros luz disso. Agora deu em cantar todos os dias, pelo menos 3h. Oh meu deus, os meus ouvidos estão a pedir descanso, muito descanso daquela voz de cana rachada.

Dias daqueles

Hoje é um dia daqueles para além de complicado. Chega à noite e com ela a solidão. Sinto muito a falta dele, é inevitável. Ver fotos dele com o traje académico fazem com que automaticamente eu comece a chorar. É demasiado difícil inculcar em mim a ideia de que não estou com ele neste momento e que não vou poder comprar a estampa "da namorada" (embora vontade não me falte). Haverá algo a fazer? Estou sem rumo. 

 

Top 5 Android Apps

É de conhecimento geral que eu sou android, tanto no tablet, como no telemóvel. Não sou daqueles users de android que declaram morte ao iOs, gosto bastante das apps da Apple, pelo o que vejo nos iPhones de amigos meus e no iPod da minha irmã. Estava a escarafunchar no tablet e a pensar "Fogo, sou tão má blogger que nem me lembro de nada para postar", até que pensei em postar sobre as minhas aplicações preferidas de sempre! Como muitos leitores também são androids, pode ser que ajude alguém a encontrar algo que sempre procurou. Por isso, sem ordem de preferência aqui vão as minhas top 5 android apps:

 

1 - Google Keep

 

Ok, eu sou uma groupie da Google. Adoro tudo. Tenho todas as apps, e o Google Drive já me salvou a vida. Não me dando muito bem com o Evernote, esta simples, clean e apelativa app apaixonou-me desde a primeira vez. É tão simples de usar, com um design super giro que até dói. É definitivamente das melhores apps para listas.

 

 

 

Pág. 2/2