Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Valentine

um blog indefinido e mesclado como só ele sabe ser

55. A uma grande pessoa

  Vou seguir o teu exemplo, e simplificar a minha escrita. Directa, nua e crua, fiel ao assunto abordado. 

                         (Sabes que é impossível, gosto demasiado de gabar o meu vocábulo do que escondê-lo perante a minha plateia...)

  Em toda a minha vida, grandes pessoas raramente foram uma constante. Sempre vivi rodeada de minorias, pessoas que podiam até ter um grande coração, porém pensar não era o seu forte. Ou sequer formular um diálogo minimamente coreente. Talvez tenha vindo daí a minha necessidade de me aproximar de outras pessoas, fora do meu alcance etário, por vezes.

  Tudo a seu tempo, dizia-me a minha mãe. Dito e feito. Em altura de pensamentos mais avançados, mais técnicos e engenhosos, apareceste tu e o teu bando de iluminados para me alimentar esta sede de conhecimentos e treinar os poucos que cá tinha, dentro de mim. De uma maneira simples e directa, ajudaste-me a perceber melhor diferentes pontos de vista do mundo. Aprendi que existe mais que meio cheio e meio vazio. 

 

                                                                                       Agradeço ao Deus em que tu acreditas por te ter como meu amigo. 

NH

  

2 comentários

Comentar post